Consulta do Viajante

Um dos primeiros passos para quem se prepara para fazer malas, independentemente do destino, é averiguar a necessidade de marcar a sua consulta do viajante.


Bula do viajante

  • médico: consulta efectuada por médico especialista em doenças infecciosas e em medicina tropical;
  • para quê: aconselhar as medidas preventivas a adoptar antes, durante e depois da viagem (vacinação, medicação preventiva da malária, higiene individual, alimentação e hidratação);
  • vacinas obrigatórias: febre amarela, poliomielite e meningocócica (específica da Arábia Saudita);
  • outras vacinas: cólera, difteria, encefalite japonesa, hepatite A, hepatite B, gripe, raiva, tétano e febre tifóide;
  • localização: consultas e centros de vacinação espalhados por todo o país.

Para mais informações consulte o site: consulta do viajante.

As nossas pegadas (a nossa consulta do viajante)


Dar uma voltinha pelo mundo. First thoughts?! A Índia e o Immodium, o Nepal e os Himalaias, a Ásia e a Malária…! Ok, não é bem isto, mas acreditem que, a meio dos preparativos, a vontade de levar umas piquinhas para prevenir certas maleitas é certa!!

Convém começar a pensar na marcação da consulta do viajante com alguma antecedência (1 mês, mês e meio) e os contatos para realizar a marcação podem ser encontrados neste link acima enunciado.

No nosso caso, fomos à consulta do viajante no Porto de Leixões, no dia 16 de Abril.  A entrada é do lado de Matosinhos, perto da rotunda que dá acesso à ponte.  Por dia, é atendido um número fixo de pessoas, sem conseguir precisar ao certo arriscamos dizer que não mais do que 20. Após efetuar a sua reserva por telefone, é importante lembrar que o atendimento é por ordem de chegada. As consultas começam por volta das 9h e, se quiserem estar entre os primeiros, é ideal chegar 30 minutos antes (chegámos 10 minutos antes e tínhamos com 5-6 pessoas à nossa frente).

Devem levar o cartão de cidadão e o boletim de vacinas atualizado (a verdade é que não levamos o boletim, mas é recomendado que o façam, especialmente se não tiverem bem presente que vacinas já tomaram no passado).

Depois de preenchermos uma ficha simples com os nossos dados, eventuais problemas de saúde, alergias, medicação e países que vamos visitar, entrega-se o processo e pouco tempo depois vêm chamar-nos para a consulta.

O médico confirma os dados do nosso processo e começa por identificar se há riscos de saúde nas zonas para as quais vamos viajar.

Core da consulta

As principais advertências, dada a lista de países que pretendemos visitar (de entre os quais Índia, Vietname, Cambodja e Laos), recaem sobre a malária:

  •  profilaxia diária ou semanal, consoante o período de estadia (dado não existir vacina contra a malária);
  • momentos do dia nos quais o ataque do mosquito é mais perigoso : períodos de transição – amanhecer e anoitecer;
  • roupa que devemos vestir : trapos que tapem os bracinhos e perninhas;
  • uso obrigatório de repelente (pelo menos 50% DEET; compra-se em farmácias ou na amazon.co.uk);
  • ideal, ideal é dormir em locais com A/C (os micro sangue-sugas não gostam do frio), garantir que o quarto está bem vedado (atenção às frinchas na janela e portas) e, muito importante, cobrir a cama com uma rede de mosquitos (compra-se na Decathlon);

Outras advertências, valiosas quando se visitam países em desenvolvimento, passam por só consumir água engarrafada, evitar sempre gelo na bebida, evitar consumir marisco pequeno (camarão pequeno, amêijoas, entre outros).

No final da consulta do viajante o médico dá-nos os contatos disponibilizando-se para responder a qualquer dúvida durante a viagem, por telefone ou e-mail , o que nos permite obter atualizações de saúde e eventuais epidemias antes de entrar em zonas eventualmente problemáticas.

Todo o staff foi muito profissional e simpático, e saímos com uma sensação de tranquilidade, o que é especialmente confortante quando nos preparamos para visitar locais com algum risco.

Pelas 10h30 já estávamos despachados da consulta do viajante, munidos dos nossos boletins de vacina internacionais, desejados pedaços de cartolina amarela que nos viabilizam a entrada em boa parte dos destinos que pretendemos visitar!!

consulta do viajante

This post is also available in: Inglês

written by

For now...it's HEAVY-LEVEL!

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

© 2018 Copyright - Pegadas em Pangeia